IDENTIFICAÇÃO DAS PRINCIPAIS ALTERAÇÕES FONOAUDIOLÓGICAS EM UM GRUPO DE CRIANÇAS DA REGIÃO METROPOLITANA DE SALVADOR/BAHIA – RELATO DOS PAIS E/OU CUIDADORES

  • Carla Cardoso Universidade do Estado da Bahia
  • Karen Garcia Alves
  • Qays Amina Maud Marine Santana Rocha Universidade do Estado da Bahia
  • Kaliandra Moraes Souza Queiroz
Palavras-chave: Prevalência, Desordens fonoaudiológicas, Saúde infantil

Resumo

Objetivo: Identificar as principais alterações nas áreas da Fonoaudiologia por meio do relato de pais e/ou cuidadores de um grupo de crianças de ambos os gêneros, com faixa etária de quatro anos e um mês até cinco anos e onze meses, das cidades de Salvador, Lauro de Freitas e Camaçari. Métodos: Aplicou-se um questionário em 335 responsáveis de crianças cadastradas no Programa de Saúde da Família das Unidades de Saúde da Família selecionadas para a pesquisa. O questionário da entrevista abordou questões acerca da saúde fonoaudiológica nas áreas da linguagem, voz, audição e motricidade orofacial. Resultados: em Salvador, a maior prevalência de desordens fonoaudiológicas, segundo relato dos pais e/ou cuidadores, ocorreu na área de motricidade orofacial, com 34 (48,57%) de ocorrências. Na cidade Lauro de Freitas, a maior prevalência ocorreu na área da linguagem, com 70 (80%) ocorrências. E em Camaçari, a maior prevalência ocorreu na área da voz, com 161 (95,26%) ocorrências. Conclusões: observou-se que grande parte dos pais e/ou cuidadores referiram que as crianças participantes possuíam desordem fonoaudiológica em, pelo menos, uma das áreas pesquisadas. Um diagnóstico precoce faz-se indispensável, visto que possibilita à criança maior oportunidade de ter um desenvolvimento adequado e mais qualidade de vida.

Biografia do Autor

Qays Amina Maud Marine Santana Rocha, Universidade do Estado da Bahia
Ciência da Saúde, Fonoaudiologia
Publicado
2015-10-16
Seção
Artigos originais de temas livres