FATORES DE RISCO E IDEAÇÃO SUICIDA EM PESSOAS COM TENTATIVA DE SUICÍDIO, FORTALEZA, CEARÁ, BRASIL

  • Maria Ivoneide Veríssimo oliveira Universidade Federal do Ceará
  • José Gomes Bezerra Filho Universidade Federal do Ceará
  • Regina Fátima Gonçalves Feitosa Universidade Federal do Ceará
  • José Edir Paixão Sousa Universidade Federal do Ceará

Resumo


Considerado um problema de saúde pública pela crescente prevalência, o suicídio é uma das maiores causas de mortalidade no mundo, especialmente entre jovens. Anualmente, um milhão de pessoas cometem suicídio. No Brasil, a análise do perfil epidemiológico do suicídio tem demonstrado crescimento nas últimas décadas. Entre os estados brasileiros com as maiores taxas estão Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Goiás. Fortaleza é a sétima capital em suicídios. Este artigo visa descrever os fatores de risco associados à ideação suicida entre pessoas com história de tentativas de suicídio atendidas em unidades públicas de saúde de Fortaleza, Ceará, Brasil. Trabalhou-se com amostra por conveniência com 360 vítimas, nos centros de atenção psicossocial geral, álcool/drogas e infantil; adolescente, Instituto Doutor José Frota e Projeto Apoio à Vida da Universidade Federal do Ceará. A abordagem foi quantitativa com utilização de um questionário com perguntas estruturadas e escala de ideação suicida de Beck. Na análise estatística, usou-se como desfecho presença de ideação suicida, associado às variáveis independentes. Na análise multivariada mantiveram significância estatística: sentir-se rejeitado, RC = 1,99 (IC95%:1,21-2,57), p = 0,006; não seguir recomendações religiosas, RC = 1,82 (IC95%:1,10-3,0), p = 0,019; fazer tratamento para o problema de saúde, RC = 2,43 (IC95%:1,41-4,19), p = 0,001; e presença de depressão, RC = 1,096 (IC95%:1,07-1,12), p = 0,001. Necessariamente, novos estudos devem melhor explorar os resultados ora relatados e assim contribuir com ações e planejamento para a saúde mental de Fortaleza.


Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Enfermeira. Doutora em Saúde Coletiva. Fortaleza, Ceará, Brasil.

##submission.authorWithAffiliation##

Estatístico. Doutor em Saúde Pública. Docente da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará. Fortaleza, Ceará, Brasil.

##submission.authorWithAffiliation##

Enfermeira. Doutora em Farmacologia. Docente da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará. Fortaleza, Ceará, Brasil.

##submission.authorWithAffiliation##

Tenente-Coronel do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará. Mestre em Saúde Pública. Fortaleza, Ceará, Brasil.

Referências

1. Bezerra JG Filho, Werneck GL, Almeida RLF, Oliveira MIV, Magalhães FB. Estudo ecológico sobre os possíveis determinantes socioeconômicos, demográficos e fisiográficos do suicídio no estado do Rio de Janeiro, Brasil, 1998-2002. Cad Saúde Pública. 2012;28(5):833-44.
2. Abasse MLF, Oliveira RC, Silva TC, Souza ER. Análise epidemiológica da morbimortalidade por suicídio entre adolescentes em Minas Gerais, Brasil. Ciênc Saúde Colet. 2009;14(2):407-16.
3. Schmitt R, Lang MG, Quevedo J, Colombo T. Perfil epidemiológico do suicídio no extremo oeste do estado de Santa Catarina, Brasil. Rev Psiquiatr Rio Gd Sul. 2008;30(2):115-23.
4. Botega NJ. Comportamento suicida: epidemiologia. Psicol USP. 2014;25(3):231-6.
5. Pordeus AMJ, Cavalcanti LPG, Vieira LJES, Coriolano LS, Osório MM, Ponte MSR, Barroso SMC. Tentativas e óbitos por suicídio no município de Independência, Ceará, Brasil. Ciênc Saúde Colet. 2009;14(5):1731-40.
6. Fortaleza. Secretaria de Saúde de Fortaleza. Epidemiologia do suicídio. Bol Saúde Fortaleza. 2009;13(1):1-28.
7. Botega NJ, Werlang BSG, Cais CFS, Macedo MMK. Prevenção do comportamento suicida. Psico. 2006;37(3):213-20.
8. Silva VF, Oliveira HB, Botega NJ, Marín-León L, Barros MBA, Dalgalarrondo P. Fatores associados à ideação suicida na comunidade: um estudo de caso-controle. Cad Saúde Pública. 2006;22(9):1835-43.
9. Bertolote JM, Mello-Santos C, Botega NJ. Detecção do risco de suicídio nos serviços de emergência psiquiátrica. Rev Bras Psiquiatr. 2010;32(supl 2):S87-95.
10. Werlang BSG. Autópsia psicológica, importante estratégia de avaliação retrospectiva. Ciênc Saúde Colet. 2012;17(8):1955-62.
11. Ilgen M, Kleinberg F. The link between substance abuse, violence, and suicide. Psychiatr Times [Internet]. 2011;28(1). Disponível em: https://www.psychiatrictimes.com/substance-use-disorder/link-between-substance-abuse-violence-and-suicide
12. Moreira LCO, Bastos PRHO. Prevalência e fatores associados à ideação suicida na adolescência: revisão de literatura. Psicol Esc Educ. 2015;19(3):445-53.
13. Soares FN. Prevalência de tentativas e ideação suicida em pessoas com transtornos mentais graves na cidade de São Paulo [dissertação]. São Paulo (SP): Universidade de São Paulo; 2003.
14. Nock MK, Borges G, Bromet EJ, Alonso J, Angermeyer M, Beautrais A et al. Cross-national prevalence and risk factors for suicidal ideation, plans and attempts. Br J Psychiatry. 2008;192(2):98-105.
15. Choi HY, Kim SI, Yun KW, Kim YC, Lim WJ, Kim EJ, Ryoo JH. A study on correlation between anxiety symptoms and suicidal ideation. Psychiatry Investig. 2011;8(4):320-6.
16. Stefanello B, Furlanetto LM. Ideação suicida em pacientes internados em enfermarias de clínica médica: prevalência e sintomas depressivos associados. J Bras Psiquiatr. 2012;61(1):2 7.
17. Sokero TP, Melartin TK, Rytsälä HJ, Leskelä US, Lestelä-Mielonen PS, Isometsä ET. Suicidal ideation and attempts among psychiatric patients with major depressive disorder. J Clin Psychiatry. 2003;64(9):1094-100.
18. Silva VF. Ideação suicida: um estudo de caso-controle na comunidade [dissertação]. São Paulo (SP): Universidade Estadual de Campinas; 2006.
19. Mello MF. O suicídio e suas relações com a psicopatologia: análise qualitativa de seis casos de suicídio racional. Cad Saúde Pública. 2000;16(1):163-70.
20. Santos MSP, Silva TPS, Pires CMC, Ramos PGX, Sougey EB. Identificação de aspectos associados à tentativa de suicídio por envenenamento. J Bras Psiquiatr. 2017;66(4):197-202.
21. Gouda MRN, Rao SM. Factors related to attempted suicide in Davanagere. Indian J Community Med. 2008;33(1):15-8.
22. Werlang BSG, Borges VB, Fensterseifer L. Fatores de risco ou proteção para a presença de ideação suicida na adolescência. Interam J Psychol. 2005;39(2):259-66.
23. Baggio L, Palazzo LS, Aerts DRGC. Planejamento suicida entre adolescentes escolares: prevalência e fatores associados. Cad Saúde Pública. 2009;25(1):142-50.
24. Vieira LJES, Freitas MLV, Pordeus AMJ, Lira SVG, Silva JG. “Amor não correspondido”: discursos de adolescentes que tentaram o suicídio. Ciênc Saúde Colet. 2009;14(5):1825-34.
25. Araújo LC, Vieira KFL, Coutinho MPL. Ideação suicida na adolescência: um enfoque psicossociológico no contexto do ensino médio. Psico-USF. 2010;15(1):47-57.
26. Estellita-Lins C, Oliveira VM, Coutinho MFC. Acompanhamento terapêutico: intervenção sobre a depressão e o suicídio. Psychê. 2006;10(18):151-66.
27. Zuraida NZ, Ahmad HS. Religiosity and suicide ideation in clinically depressed patients. Malays J Psychiatry. 2007;16(1):12-5.
27. Cardoso HF, Baptista MN, Ventura CD, Branão EM, Padovan FD, Gomes MA. Suicídio no Brasil e América Latina: revisão bibliométrica na base de dados Redalycs. Rev Soc Psicol Rio Gd Sul. 2012;12(2);42-8.
28. Botega NJ, Barros MBA, Oliveira HB, Dalgalarrondo P, Marín-León L. Suicidal behavior in the community: prevalence and factors associated with suicidal ideation. Rev Bras Psiquiatr. 2005;27(1):45-53.
29. Singh R, Joshi HL. Suicidal ideation in relation to depression, life stress and personality among college students. JIAAP. 2008;34(2):259-65.
30. Nock MK, Kessler RC. Prevalence of and risk factors for suicide attempts versus suicide gestures: analysis of the National Comorbidity Survey. J Abnorm Psychol. 2006;115(3):616-23.
Publicado
2020-05-12
Como Citar
OLIVEIRA, Maria Ivoneide Veríssimo et al. FATORES DE RISCO E IDEAÇÃO SUICIDA EM PESSOAS COM TENTATIVA DE SUICÍDIO, FORTALEZA, CEARÁ, BRASIL. Revista Baiana de Saúde Pública, [S.l.], v. 42, n. 2, maio 2020. ISSN 2318-2660. Disponível em: <http://rbsp.sesab.ba.gov.br/index.php/rbsp/article/view/2598>. Acesso em: 06 jun. 2020. doi: https://doi.org/10.22278/2318-2660.2018.v42.n2.a2598.
Seção
Artigos originais de temas livres

Palavras-chave

Fatores de Risco; Ideação Suicida; Tentativa de Suicídio; Depressão; Saúde Mental.