FATORES ANTROPOMÉTRICOS RELACIONADOS À INSATISFAÇÃO COM A IMAGEM CORPORAL EM ADOLESCENTES

  • Ana Paula Fernandes Gomes Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Nayara Sanson de Souza Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Shenara Lamberg Vidal Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Marcelo Castanheira Universidade Federal do Rio de Janeiro

Resumo

A adolescência é caracterizada pelo rápido crescimento e desenvolvimento, fase em que o corpo assume lugar de destaque pelas transformações na imagem. O confrontamento com essas mudanças pode levar ao desenvolvimento de insatisfações, resultando em desordens no comportamento alimentar. Buscou-se identificar fatores antropométricos relacionados a possíveis insatisfações corporais em estudantes no Rio de Janeiro. Foram analisadas as informações do banco de dados de um estudo transversal, realizado em 2013, com 111 estudantes dos sexos feminino e masculino, entre 10 e 19 anos, de duas escolas de Ensino Médio: peso, estatura e Índice de Massa Corporal (IMC), sexo, idade, escores do Body Shape Questionnaire (BSQ-34) e do Eating Attitudes Test (EAT-26). Empregou-se o teste Anova, a fim de analisar diferenças entre as médias de pontuação do BSQ, além do coeficiente de Pearson para comparar os escores de BSQ e EAT, entre si e com as variáveis antropométricas. A média do IMC foi semelhante em ambos os sexos. As meninas obtiveram maior grau de insatisfação com a imagem, assim como também apresentaram maior valor de escore no teste de atitudes alimentares inadequadas. Embora ambos os sexos tenham apresentado correlação entre o IMC e insatisfação com a imagem (p < 0,01), apenas nos meninos foi observada relação entre a variável estatura e a insatisfação (p < 0,01). A elevação do IMC, em ambos os sexos, e a ocorrência de baixa estatura, no sexo masculino, destacaram-se como fatores cruciais para a elevação da insatisfação. Tais fatores devem ser investigados como influenciadores da insatisfação e, possivelmente, do desenvolvimento de transtornos alimentares.


Palavras-chave: Comportamento do adolescente. Antropometria. Fatores de risco. Imagem corporal.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Doutoranda em Saúde Coletiva. Docente do Departamento de Nutrição Fundamental da Escola de Nutrição da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil.

##submission.authorWithAffiliation##

Especialista em Nutrição com ênfase em obesidade e emagrecimento. Ex-voluntária do Departamento de Nutrição Fundamental da Escola de Nutrição da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil.

##submission.authorWithAffiliation##

Graduada em Nutrição. Ex-bolsista do Departamento de Nutrição Fundamental da Escola de Nutrição da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil.

##submission.authorWithAffiliation##

Doutor em Epidemiologia. Docente do Departamento de Nutrição Fundamental da Escola de Nutrição da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil.

Referências

1. Organização Pan-Americana da Saúde, Organização Mundial da Saúde. Ação global acelerada para a saúde de adolescentes (AA-HA!): guia de orientação para apoiar a implementação pelos países. Washington (DC); 2018.
2. Ladeira TF, Coppus ANS. Anorexia e adolescência: uma articulação à luz da psicanálise. Reverso. 2016;38(71):75-82.
3. Miranda VPN, Amaral ACS, Fortes LS, Conti MA, Ferreira MEC. Estudo transversal sobre imagem corporal de adolescentes. Psicol Teor Prát. 2013;15(3):151-62.
4. National Academies of Sciences, Engineering, and Medicine. The promise of adolescence: realizing opportunity for all youth. Washington (DC): The National Academies Press; 2019.
5. Fortes LS, Meireles JFF, Paes ST, Dias FC, Cipriani FM, Ferreira MEC. Associação da internalização dos padrões corporais, sintomas depressivos e comportamento alimentar restritivo em jovens do sexo masculino. Ciênc Saúde Colet. 2015;20(11):3457-66.
6. Lepsen AM, Silva MC. Prevalência e fatores associados à insatisfação com a imagem corporal de adolescentes de escolas do Ensino Médio da zona rural da região sul do Rio Grande do Sul, 2012. Epidemiol Serv Saúde. 2014;23(2):317-25.
7. Cooper PJ, Taylor MJ, Cooper Z, Fairbun CG. The development and validation of the body shape questionnaire. Int J Eat Disord. 1987;6(4):485-94.
8. Conti MP, Cordás TA, Latorre MRDO. Estudo de validade e confiabilidade da versão brasileira do Body Shape Questionnaire (BSQ) para adolescentes. Rev Bras Saúde Matern Infant. 2009;9(3):331-8.
9. Cordás TA, Castilho S. Imagem corporal nos transtornos alimentares: instrumento de avaliação: body shape questionnaire. Psiquiatr Biol. 1994;2(1):17-21
10. Garner DM, Olmsted MP, Bohr Y, Garfinkel PE. The eating attitudes test: psychometric features and clinical correlates. Psychol Med. 1982;12(4):871-8.
11. Nunes MA, Bagatini LF, Abuchaim AL, Kunz A, Ramos D, Silva JA, et al. Distúrbios da conduta alimentar: considerações sobre o teste de atitudes alimentares (EAT). Rev ABP-APAL. 1994;16(1):7-10.
12. Unirio. Portal da Pesquisa [Internet]. Rio de Janeiro; 2013 [citado em 2020 maio 25]. Disponível em: http://sistemas.unirio.br/projetos/projeto/index?ID_PROJETO=16.
13. Claro RM, Santos MAS, Campos MO. Imagem corporal e atitudes extremas em relação ao peso em escolares brasileiros (PeNSE 2012). Rev Bras Epidemiol. 2014;17(1):146-57.
14. Teixeira CS, Barbosa RF, Bertolin DC, Cesarino CB. Transtornos alimentares em adolescentes de uma escola estadual do noroeste paulista. Arq Ciênc Saúde. 2015;22(2):84-7.
15. Morais NS, Miranda VPN, Priore SE. Imagem corporal de adolescentes do sexo feminino e sua associação à composição corporal e ao comportamento sedentário. Ciênc Saúde Colet. 2018;23(8):2693-703.
16. Lemes DCM, Câmara SG, Alves GG, Aerts D. Satisfação com a imagem corporal e bem-estar subjetivo entre adolescentes escolares do ensino fundamental da rede pública estadual de Canoas/RS, Brasil. Ciênc Saúde Colet. 2018;23(12):4289-98.
17. Glaner MF, Pelegrini A, Cordoba CO, Pozzobon MR. Associação entre insatisfação com a imagem corporal e indicadores antropométricos em adolescentes. Rev Bras Educ Fís Esp. 2013;27(1):129-36.
18. Pereira FN, Oliveira JR, Zöllner CC, Gambardella AMD. Percepção do peso corporal e fatores associados em estudantes do Espírito Santo, Brasil. Rev Bras Crescimento Desenvolv Hum. 2013;23(3):296-302.
19. Pereira TS, Pereira RC, Angelis-Pereira MC. Influência de intervenções educativas no conhecimento sobre alimentação e nutrição de adolescentes de uma escola pública. Ciênc Saúde Colet. 2017;22(2):427-35.
20. Cunha AJLA, Leite ÁJM, Almeida IS. Atuação do pediatra nos primeiros mil dias da criança: a busca pela nutrição e desenvolvimento saudáveis. J Pediatr. 2015;91(6):S44-51.
21. Florêncio RS, Moreira TMM, Silva MRF, Almeida ILS. Excesso ponderal em adultos jovens escolares: a vulnerabilidade da autopercepção corporal distorcida. Rev Bras Enferm. 2016;69(2):258-65.
22. World Health Organization. Global recommendations on physical activity for health. Geneva; 2010.
23. Daniel CG, Guimarães G, Aerts DRGC, Rieth S, Baptista RR, Jacob MHVM. Imagem corporal atividade e física estado nutricional em adolescentes no sul do Brasil. Aletheia. 2014;(45):128-38.
24. Paludo J, Dalpubel V. Imagem corporal e sua relação com o estado nutricional e a qualidade de vida de adolescentes de um município do interior do Rio Grande do Sul. Nutrire. 2015;40(1):1-9.
25. Matos S, Costa B, Machado MTC. O corpo e a imagem corporal em adolescentes: perspectivas a partir do cuidado integral à saúde. Adolesc Saúde. 2014;11(2):19-24.
26. Carvalho PHB, Oliveira FC, Neves CM, Meireles JFF, Lopes VGV, Ferreira MEC. Busca pela “muscularidade” e variáveis associadas em adultos jovens. Rev Bras Med Esporte. 2016;22(2):118-21.
27. Silva MLA, Taquette SR, Coutinho ESF. Sentidos da imagem corporal de adolescentes no ensino fundamental. Rev Saúde Pública. 2014;48(3):438-44.
28. Barbosa BRSN, Silva LVS. A mídia como instrumento modelador de corpos: um estudo sobre gênero, padrões de beleza e hábitos alimentares. Razón Palavra. 2016;94(3):665-79.
29. Ferrari EP, Minatto G, Berria J, Silva SF, Fidelix YL, Ribeiro RR, et al. Body image dissatisfaction na anthropometric indicators in male children and adolescents. Eur J Clin Nutr. 2015:69(10):1140-4.
Publicado
2020-06-26
Como Citar
GOMES, Ana Paula Fernandes et al. FATORES ANTROPOMÉTRICOS RELACIONADOS À INSATISFAÇÃO COM A IMAGEM CORPORAL EM ADOLESCENTES. Revista Baiana de Saúde Pública, [S.l.], v. 42, n. 3, jun. 2020. ISSN 2318-2660. Disponível em: <http://rbsp.sesab.ba.gov.br/index.php/rbsp/article/view/2815>. Acesso em: 15 jul. 2020. doi: https://doi.org/10.22278/2318-2660.2018.v42.n3.a2815.
Seção
Artigos originais de temas livres