CONFLITOS VIVENCIADOS POR FAMILIARES DE PACIENTES CIRÚRGICOS GRAVEMENTE ENFERMOS NO HOSPITAL GERAL CLÉRISTON ANDRADE

  • Larissa Caribé da Silva
  • Rosângela Barros de Andrade

Resumo

Familiares de pacientes cirúrgicos gravemente enfermos enfrentam desafios e dificuldades tanto no ambiente hospitalar quanto no extra-hospitalar, bem como no percurso entre esses dois espaços. O objetivo foi identificar conflitos, limites e possibilidades vivenciados por familiares de pacientes cirúrgicos gravemente enfermos no Hospital Geral Clériston Andrade, situado em Feira de Santana, Bahia, Brasil. Trata-se de um estudo exploratório de natureza qualitativa. Os sujeitos da pesquisa foram familiares de pacientes cirúrgicos gravemente enfermos internados na clínica cirúrgica ou na Unidade de Terapia Intensiva, que acompanhavam esses pacientes naquele nosocômio. Para a coleta de dados aplicou-se entrevista semiestruturada que ocorreu em janeiro e fevereiro de 2013. Realizou-se análise de conteúdo de Bardin para sistematização e análise dos dados. Os resultados apontaram três categorias de conflitos: intra-hospitalares, extra-hospitalares e mistos. Dentre esses, destacaram-se: dificuldade ou ausência de comunicação com o paciente; temor ante a possibilidade de aquisição de outras enfermidades/agravos no paciente ou no familiar acompanhante após o internamento; insatisfação com o atendimento/condutas da equipe de saúde; preocupação e responsabilidade pelos herdeiros dos pacientes; mudança de rotina com sobrecarga de funções. Dentre os limites, identificou-se a estrutura deficiente do hospital, tanto para usuários quanto para servidores, inclusive com dificuldades de alimentação. Concluiu-se que a identificação de conflitos, limites e possibilidades vivenciados por familiares de pacientes cirúrgicos gravemente enfermos em Hospital Geral do interior da Bahia apontou que nem sempre os serviços públicos de saúde dispõem de todos os materiais e pessoal necessários para que se realize um trabalho eficiente junto ao paciente e ao seu familiar.


Palavras-chave: Cuidados de enfermagem. Relações familiares. Assistência integral à saúde. Índice de gravidade de doença.

Biografia do Autor

Larissa Caribé da Silva

Enfermeira. Especialista em Enfermagem do Trabalho. Pós-graduanda em Master in Business Administration – Auditoria em Saúde no Centro Universitário Internacional. Feira de Santana, Bahia, Brasil. 

Rosângela Barros de Andrade

Enfermeira. Mestre na área de concentração O Cuidar em Enfermagem. Docente da Universidade Estadual de Feira de Santana. Feira de Santana, Bahia, Brasil. 

Publicado
2018-08-04
Como Citar
CARIBÉ DA SILVA, Larissa; BARROS DE ANDRADE, Rosângela. CONFLITOS VIVENCIADOS POR FAMILIARES DE PACIENTES CIRÚRGICOS GRAVEMENTE ENFERMOS NO HOSPITAL GERAL CLÉRISTON ANDRADE. Revista Baiana de Saúde Pública, [S.l.], v. 42, ago. 2018. ISSN 2318-2660. Disponível em: <http://rbsp.sesab.ba.gov.br/index.php/rbsp/article/view/2870>. Acesso em: 19 nov. 2018. doi: https://doi.org/10.22278/2318-2660.2018.v42.n0.a2870.
Seção
Artigos originais de temas livres