“AMONG DEAD AND WOUNDED”: MAPPING, CHARACTERIZATION AND ANALYSIS OF FIRES WITH VICTIMS IN RECIFE’S METROPOLITAN ZONE

  • Roberto Ryanne Ferraz de Menezes Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco
  • Cristiano Corrêa Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco
  • José Jéferson Rêgo e Silva Universidade Federal de Pernambuco
  • Tiago Ancelmo Pires Universidade Federal de Pernambuco
Palavras-chave: Fires, Deaths, Injured people, Metropolitan Region of Recife, Residential buildings

Resumo

This article presents the mapping and analysis of fires with dead and wounded people in the Metropolitan Region of Recife (MRR) served by the Firefighters Department from 2013 to 2016. There was an average rate of 1 death per million inhabitants, similar to countries such as Singapore and Vietnam. The weighted number of fires per wounded or dead person results in rates of 0.5 and 1.7 per 100 recorded fires, respectively. These numbers are concerning, especially when compared to rates from other regions in the world. The victims of fires in MRR were shown to generally not be a perceivable problem in terms of common sense, yet they are real and require accurate analysis and effective measures.

Keywords: Fires. Deaths. Injured people. Metropolitan Region of Recife. Residential buildings.

Biografia do Autor

Roberto Ryanne Ferraz de Menezes, Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco

Master in Civil Engineering. Firefighters Department of Pernambuco. Recife, Pernambuco, Brazil.

Cristiano Corrêa, Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco

PhD in Civil Engineering. Firefighters Department of Pernambuco. Recife, Pernambuco, Brazil.

José Jéferson Rêgo e Silva, Universidade Federal de Pernambuco

PhD in Civil Engineering. Professor of Civil Engineering at Universidade Federal de Pernambuco. Recife, Pernambuco, Brazil. 

Tiago Ancelmo Pires, Universidade Federal de Pernambuco

PhD in Civil Engineering. Professor of Civil Engineering at Universidade Federal de Pernambuco. Recife, Pernambuco, Brazil.

Referências

1. Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco, Diretoria Integrada Metropolitana. Estudos estatísticos operacionais: triênio 2011-2013. Recife (PE); 2015.
2. Corrêa C, Silva JJR, Pires TA. Mortes em incêndios em edificações: uma análise da cidade de Recife no ano de 2011. Interações. 2017;18(4):69-79.
3. Paes NA. Qualidade das estatísticas de óbitos por causas desconhecidas dos estados brasileiros. Rev Saúde Pública. 2007;41(3):436-45.
4. Brushlinsky NN, Ahrens M, Sokolov SV, Wagner P, Center of Fire Statistics. World fire statistics [Internet]. Report No.: 21. Ljubljana: International Association of Fire and Rescue Services; 2016 [cited 2017 Jan 27]. Available from: http://www.ctif.org/sites/default/files/ctif_report21_world_fire_statistics_2016.pdf
5. Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco, Diretoria Integrada Metropolitana. Estudo estatístico operacional: 2016. Recife (PE); 2017.
6. Corrêa C, Rêgo Silva JJ, Pires TA, Braga GC. Mapeamento de incêndios em edificações: um estudo de caso na cidade do Recife. Rev Eng Civ IMED. 2015;2(3):15-34.
7. Lakatos EM, Marconi MA. Fundamentos de metodologia científica. São Paulo (SP): Atlas; 2011.
8. Del Carlo U. A segurança contra incêndio no Brasil. In: Seito AI, Gill AA, Pannoni FD, Ono R, Silva SB, Del Carlo U, Silva VP. A segurança contra incêndio no Brasil. São Paulo (SP): Projeto; 2008. p. 9-18.
9. Pernambuco. Decreto-Lei nº 19.644, de 13 de março de 1997. Regulamenta o Código de Segurança Contra Incêndio e Pânico (Coscip-PE). Diário Oficial do Estado, Recife (PE); 1997 Mar 14.
10. Corrêa C, Braga GC, Bezerra J Jr, Rêgo Silva JJ, Tabaczenski R, Pires TA. Incêndio em compartimento de residência na cidade do Recife: um estudo experimental. Rev ALCONPAT. 2017;7(3):215-30.
11. Santos MP. Uso de detectores de incêndio para redução de mortes ocasionadas por incêndios em residências unifamiliares. Rev FLAMMAE. 2016;2(3):262-4.
12. Zago CS, Moreno AL Jr, Marin MC. Considerações sobre o desempenho de estruturas de concreto pré-moldado em situação de incêndio. Ambient Constr. 2015;15(1):49-61.
13. Leite HAL, Moreno AL Jr, Torres DL. Dimensionamento da alvenaria estrutural em situação de incêndio: contribuição à futura normatização nacional. Ambient Constr. 2016;16(2):89-107.
14. Corrêa C, Rêgo Silva JJ, Braga GC. Incêndios com letalidade, território e trânsito: considerações iniciais sobre os casos em Recife no ano de 2011. Rev Transp Público. 2016;143:109-24.
15. Departamento de Trânsito de Pernambuco. Frota de veículos da Região Metropolitana do Recife – RMR [Internet]. Recife (PE); 2015 [cited 2015 July 10]. Available from: http://www.detran.pe.gov.br/images/stories/estatisticas/HP/1.6_frota_rmr.pdf
16. Cavalcanti H, Lyra MRB, Avelino E. Mosaico urbano do Recife: inclusão/exclusão socioambiental. Recife (PE): Fundação Joaquim Nabuco; 2008.
Publicado
2020-10-20
Seção
Artigos originais de temas livres