ARTROPLASTIA DE QUADRIL NO SUS: OFERTA E UTILIZAÇÃO NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Palavras-chave: Artroplastia de quadril, Envelhecimento, Sistema Único de Saúde

Resumo

A artroplastia de quadril (AQ) é um procedimento custo-efetivo empregado para o tratamento de condições como a osteoartrose de quadril e fraturas de acetábulo e de colo femoral em idosos. Este artigo objetiva descrever a oferta de AQ no SUS e analisar aspectos relativos à realização desse procedimento, entre 2016 e 2018, no estado do Rio de Janeiro. Trata-se de um estudo descritivo, no qual foram incluídas as unidades hospitalares que efetuaram, pelo SUS, pelo menos um tipo de AQ entre 2016 e 2018 no estado do RJ. O perfil das unidades foi construído utilizando a ferramenta TABNET do CNES. Verificou-se que 69 unidades hospitalares realizaram pelo menos uma AQ no período. Parte substancial dessas unidades localiza-se na Região Metropolitana I, não é habilitada em alta complexidade em ortopedia e traumatologia, são municipais e pertencem ao tipo “Geral I com UTI”. As unidades que mais realizaram AQ foram as estaduais e as especializadas com UTI. No período, houve decréscimo no número total de AQ realizadas, especialmente artroplastias emergenciais e de alta complexidade. As unidades hospitalares, em todas as regiões, contam com a equipe mínima de profissionais, exceto terapeuta ocupacional e fisiatra. Mesmo enfrentando um contexto de crise, as unidades estaduais destacaram-se na realização do procedimento. Considerando que o Brasil já apresenta defasagem assistencial, a variação negativa no número de AQ, em especial as emergenciais, merece atenção, pois pode indicar maior dificuldade de acesso da população ao procedimento.

Biografia do Autor

Fabiana Regolin, Instituto Federal de Educação do Rio de Janeiro

Fisioterapeuta. Doutora em Saúde Pública. Técnico Administrativo em Educação (TAE). Fisioterapeuta no Instituto Federal de Educação do Rio de Janeiro (IFRJ). Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil.

Vera Lúcia Edais Pepe, Fundação Oswaldo Cruz

Médica. Pós doutora em Medicina Preventiva. Pesquisadora em Saúde da Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca – Fundação Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil.

Marina Ferreira de Noronha, Fundação Oswaldo Cruz

Enfermeira sanitarista. Doutora em Saúde Pública. Pesquisadora em Saúde Pública da Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca – Fundação Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil.

Referências

Institute of Health Metrics and Evaluation. Global Burden of Disease Compare [Internet]. Seatle: University of Washington; 2018 [citado em 2019 ago 20]. Disponível em: https://vizhub.healthdata.org/gbd-compare/

Zheng G, Nolte LP. Computer-assisted orthopedic surgery: current state and future perspective. Front Surg. 2015;2:1-14.

Vergara I, Bilbao A, Gonzalez N, Escobar N, Quintana JM. Factors and consequences of waiting times for total hip arthroplasty. Clin Orthop Relat Res. 2011;469(5):1413-20.

Soares DS, Mello LM, Silva AS, Martinez EZ, Nunes AA. Fraturas de fêmur em idosos no Brasil: análise espaço-temporal de 2008 a 2014. Cad Saúde Pública. 2014;30(12):2669-78.

Lavernia CJ, Iacobelli DA, Brooks L, Villa JM. The cost-utility of total hip arthroplasty: earlier intervention, improved economics. J Arthroplasty. 2015;30(6):945-9.

Brasil. Ministério da Saúde. Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias de Saúde. Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para Fratura de Colo de Fêmur em Idosos [Internet]. Brasília (DF); 2017 [citado em 2019 mai 6]. Disponível em: http://conitec.gov.br/images/Consultas/Relatorios/2017/Relatorio_PCDT_Fratura_Colo_Femur_em_idosos_CP_29_2017.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde. SIGTAP – Sistema de Gerenciamento da Tabela de Procedimentos, Medicamentos e OPM do SUS [Internet]. 2007 [citado em 2019 mai 27]. Disponível em: http://sigtap.datasus.gov.br/tabela-unificada/app/sec/inicio.jsp

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Portaria n. 90, de 27 de março de 2009. Define Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Traumatologia e Ortopedia e Centro de Referência em Traumatologia e Ortopedia de Alta Complexidade. Diário Oficial da União, Brasília (DF), 2009 mar 30. Seção 2, p. 14.

Brasil. Ministério da Saúde. Portaria de Consolidação n. 2, de 28 de setembro de 2017. Consolidação das normas sobre as políticas nacionais de saúde do Sistema Único de Saúde. Diário Oficial da União, Brasília (DF), 2017 out 3. Seção 1, p. 61.

Ferreira MC, Oliveira JCP, Zidan FF, Franciozi CES, Luzo MVM, Abdalla RJ. Artroplastia total de joelho e quadril: a preocupante realidade assistencial do Sistema Único de Saúde brasileiro. Rev bras ortop. 2018;53(4):432-40.

Portela MC, Lima SML, Uga MAD, Gerschman S, Vasconcellos MM. Estrutura e qualidade assistencial dos prestadores de serviços hospitalares à saúde suplementar no Brasil. Cad Saúde Pública. 2010;26(2):399-408.

Almeida RFC. Artroplastia total de quadril. Manual de orientações [Internet]. São Luís (MA): Universidade Federal do Maranhão; 2016 [citado em 2019 mai 9]. Disponível em: http://www2.ebserh.gov.br/documents/16424/0/manual+de+atq+do+hu+ufma+%281%29.pdf/5626497a-7560-4668-946c-fe69e2777e8e

Galia C, Diesel C, Guimarães M, Ribeiro T. Atualização em artroplastia total de quadril: uma técnica ainda em desenvolvimento. Rev bras ortop. 2017;52(5):521-7.

Almeida Jr CS, Sposito MMM, Kiyomoto HD, Lianza S. Reabilitação do aparelho osteoarticular. In: Lianza S. Medicina de reabilitação. 4a ed. Rio de Janeiro (RJ): Guanabara Koogan; 2007. p. 209-230.

Silva MB. Dimensões do Nursing Role Effectiveness Model no acompanhamento dos resultados de pacientes submetidos à artroplastia de quadril [tese]. Porto Alegre (RS): Escola de Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Sul; 2017.

Rio de Janeiro (estado). Comissão Intergestores Bipartite do Estado do Rio de Janeiro. Deliberação n. 561, de 13 de novembro de 2008. Aprova a Rede de Atenção em Alta Complexidade de Traumatologia e Ortopedia. Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro, 2008 nov 13 [citado em 2019 jun 10]. Disponível em: http://www.cib.rj.gov.br/deliberacoes-cib/116-cib-2008/novembro/454-deliberacao-cib-rj-n-0561-de-13-de-novembro-de-2008.html

Albuquerque PHC, Vidal PC. Prótese total do quadril: revisão dos conceitos atuais. Rev bras ortop. 1995;30(4):245-8.

Rio de Janeiro (estado). Comissão Intergestores Bipartite do Estado do Rio de Janeiro. Deliberação n. 3470, de 20 de julho de 2015. Pactua a criação de uma central unificada de regulação – REUNI-RJ – com o objetivo de ordenação do acesso dos usuários dos municípios fluminenses a serviços estratégicos localizados no município do Rio de Janeiro [Internet]. 2015 jul 27 [citado em 2019 mai 14]. Disponível em: http://www.cib.rj.gov.br/deliberacoes-cib/450-2015/julho/3948-deliberacao-cib-n-3-470-de-20-de-julho-de-2015.html

Brasil. Ministério da Saúde. Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad. Relatório de Gestão 2016 [Internet]. 2017 [citado em 2019 mai 11]. Disponível em: https://www.into.saude.gov.br/images/pdf/auditoria/RelatorioGestao2016.pdf

Junqueira F. Corrupção provoca desabastecimento no Into [Internet]. 2018 nov 24 [citado em 2019 mai 30]. Disponível em: https://oglobo.globo.com/rio/corrupcao-provoca-desabastecimento-no-into-23257531

Rio de Janeiro (estado). Secretaria de Estado de Saúde. Realinhamento do Plano Estadual de Saúde 2016-2019 [Internet]. 2016 [citado em 2019 mai 10]. Disponível em: https://www.conass.org.br/pdf/planos-estaduais-de-saude/RJ_PES%202016-2019.pdf

Rio de Janeiro (estado). Comissão Intergestores Bipartite do Estado do Rio de Janeiro. Deliberação n. 4967, de 08 de março de 2018. Pactua o credenciamento e habilitação do Hospital Estadual Vereador Melchiades Calazans, localizado no município de Nilópolis, como Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Traumatologia e Ortopedia [Internet]. 2018 [citado em 2019 mai 14]. Disponível: http://www.cib.rj.gov.br/deliberacoes-cib/576-2018-deliberacoes/marco/5525-deliberacao-cib-rj-n-4-967-de-08-de-marco-de-2018.html

Oliveira W, Meirelles B, Barbosa B. Investimentos em saúde, educação e segurança no Rio ficam próximos a zero em 2017 [Internet]. 2017 [citado em 2019 mai 15]. Disponível em: http://dapp.fgv.br/orcamento-para-saude-educacao-e-seguranca-vem-em-tendencia-de-queda-desde-2011/

Portela MC, Lima SML, Barbosa PR, Vasconcellos MM, Uga MAD, Gerschman S. Caracterização assistencial dos hospitais filantrópicos no Brasil. Rev Saúde Pública. 2004;38(6):811-6.

Makelä KT, Hakkinen U, Peltola M, Linna M, Kroger H, Remes V. The effect of hospital volume on length of stay, re-admissions, and complications of total hip arthroplasty. Acta Orthop]. 2010;81(6):20-6.

Glassou EN, Hansen TB, Makela K, Havelin LI, Furnes O, Badawy M, et al. Association between hospital procedure volume and risk of revision after total hip arthroplasty: a population-based study within the Nordic Arthroplasty Register Association database. Osteoarthritis Cartilage. 2016;24(3):419-26.

Goldwaser RS, Lobo MSC, Arruda EF, Angelo SA, Silva JRL, Salles AA, et al. Dificuldades de acesso e estimativas de leitos públicos para unidades de terapia intensiva no estado do Rio de Janeiro. Rev Saúde Pública. 2016;50(19):1-10.

Brasil. Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional. Resolução n. 429, de 08 de julho de 2013. Reconhece e disciplina a especialidade de Terapia Ocupacional em Contextos Hospitalares, define as áreas de atuação e as competências do terapeuta ocupacional especialista em Contextos Hospitalares e dá outras providências [Internet]. 2013 set 2 [citado em 2019 mai 31]. Disponível em: https://www.coffito.gov.br/nsite/?p=3191

Piano LPA, Golmia RP, Scheinberg M. Artroplastia total de quadril e joelho: aspectos clínicos na fase perioperatória. Einstein (São Paulo). 2010;8(3):350-3.

Siqueira FV, Facchini LA, Silveira DS, Piccini RX, Tomasi E, Thume E, et al. Prevalência de quedas em idosos no Brasil: uma análise nacional. Cad Saúde Pública. 2011 set;27(9):1819-26.

Publicado
2021-06-10
Seção
Artigos originais de temas livres