TENDÊNCIA DAS INTERNAÇÕES POR QUEDAS DE IDOSOS NO SISTEMA PÚBLICO DE SAÚDE, PIAUÍ, 2010-2018

  • Antonio Quaresma de Melo Neto Universidade Federal do Piauí https://orcid.org/0000-0002-7659-5261
  • Elton Filipe Pinheiro de Oliveira Universidade Federal do Piauí
  • Márcio Dênis Medeiros Mascarenhas Universidade Federal do Piauí
  • Malvina Thais Pacheco Rodrigues Universidade Federal do Piauí
Palavras-chave: Acidentes por quedas, Causas externas, Hospitalizações, Letalidade, Estudos de séries temporais

Resumo

A partir dos 60 anos de vida, as chances de quedas aumentam significativamente. Estima-se que 30% dos idosos comunitários caem a cada ano, e metade desses de forma recorrente. O objetivo deste estudo foi analisar a tendência das internações hospitalares por quedas de idosos no Piauí, no período de 2010 a 2018. Trata-se de um estudo de séries temporais com dados do Sistema de Informações Hospitalares do Sistema Único de Saúde. Utilizou-se o modelo de regressão linear de Prais-Winsten para análise de tendência. Ocorreram 14.286 internações por quedas de idosos, com maior ocorrência no sexo feminino (62%), na faixa de 60 a 69 anos (37,1%), sem especificação sobre o tipo de queda (73,6%). Observou-se tendência crescente na taxa de internação hospitalar para o sexo feminino (variação percentual anual – APC = 10,5% – IC95% 6,6; 14,4) e por quedas de um nível ao outro (APC = 10,6 – IC95% 0,6; 21,7). O coeficiente de letalidade apresentou tendência crescente para quedas ocorridas no mesmo nível (APC = 16,7 – IC95% 9,2; 24,8). Conclui-se que tanto a internação quanto a letalidade hospitalar por quedas de um nível a outro e do mesmo nível apresentaram tendência de aumento. Maior permanência e letalidade hospitalar foi observada nas regionais de saúde Cocais e Carnaubais.

Biografia do Autor

Antonio Quaresma de Melo Neto, Universidade Federal do Piauí

Fisioterapeuta. Mestrando em Saúde e Comunidade pela Universidade Federal do Piauí. Teresina, Piauí, Brasil.

Elton Filipe Pinheiro de Oliveira, Universidade Federal do Piauí

Enfermeiro. Mestrando em Saúde e Comunidade pela Universidade Federal do Piauí. Teresina, Piauí, Brasil.

Márcio Dênis Medeiros Mascarenhas, Universidade Federal do Piauí

Enfermeiro. Doutor em Ciências Médicas. Professor e subcoordenador do Programa de Pós-Graduação em Saúde e Comunidade da Universidade Federal do Piauí. Teresina, Piauí, Brasil.

Malvina Thais Pacheco Rodrigues, Universidade Federal do Piauí

Enfermeira. Doutora em Saúde Coletiva. Professora do Programa de Pós-Graduação em Saúde e Comunidade da Universidade Federal do Piauí. Teresina, Piauí, Brasil.

Referências

Abreu DROM, Novaes ES, Oliveira RR, Mathias TAF, Marcon SS. Internação e mortalidade por quedas em idosos no Brasil: análise de tendência. Ciênc Saúde Colet. 2018;23(4):1131-41.

Moraes AS, Soares WJS, Lustosa LP, Bilton TL, Ferrioli E, Perracini MR, et al. Características das quedas em idosos que vivem em comunidade: estudo de base populacional. Rev Bras Geriatr Gerontol. 2017;20(5):693-704.

Brasil. Ministério da Saúde. Projeções da população das unidades da federação por sexo e grupos de idade: 2000-2030: População residentes por faixa etária 2 segundo ano [Internet]. Brasília (DF): DATASUS; 2010 [citado em 2019 jun 4]. Disponível em: http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/tabcgi.exe?ibge/cnv/projpopuf.def

Brasil. Ministério da Saúde. Internações por ano de atendimento segundo faixa etária 1 e grupos de causas [Internet]. Brasília (DF): DATASUS; 2018 [citado em 2019 jun 4]. Disponível em: http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/tabcgi.exe?sih/cnv/fruf.def

Pereira AMVB, Rosa ACDS. Linha guia da saúde do idoso 2018. Curitiba (PR): SESA; 2018 [citado em 2019 jun 10]. Disponível em: https://www.saude.pr.gov.br/sites/default/arquivos_restritos/files/documento/2020-04/linhaguiasaudeidoso_2018_atualiz.pdf

Khow SF, Visvanathan R. Falls in the aging population. Clin Geriatr Med. 2017;33(3):357-68.

Organização Mundial da Saúde. Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde. 10a rev. São Paulo (SP): Edusp; 1995.

StataCorp LP. Stata, versão 14.0. College Station; 2015.

Antunes JLF, Cardoso MRA. Uso da análise de séries temporais em estudos epidemiológicos. Epidemiol Serv Saúde. 2015;(3):565-76.

Barros IFO, Pereira MB, Weiller TH, Anversa ETR. Internações hospitalares por quedas em idosos brasileiros e os custos correspondentes no âmbito do Sistema Único de Saúde. Rev Kairós Gerontol.2015;18(4):63-80.

Chang VC, Do MT. Risk factors for falls among seniors: implications of gender. Am J Epidemiol. 2015;181(7):521-31.

Franklin TA, Santos HCS, Santos Junior JA, Vilela ABA. Caracterização do atendimento de um serviço pré-hospitalar a idosos envolvidos em queda. J Res Fund Care Online. 2018;10(1):62-7.

Caberlon IC, Bos AJG. Diferenças sazonais de quedas e fraturas em idosos gaúchos. Ciênc Saúde Colet. 2015;20(12):3743-52.

Pimentel WRT, Pagoto V, Stopa SR, Hoffmam MCCL, Malta DC, Meneses RL. Quedas com necessidade de procura de serviços de saúde entre idosos: uma análise da Pesquisa Nacional de Saúde, 2013. Cad Saúde Pública. 2018;34(8):1-7.

Santos VP, Lima WR, Rosa RS, Barros IMC, Boery RNSO, Ciosak SI. Perfil de saúde de idosos muito velhos em vulnerabilidade social na comunidade. Rev Cuid. 2018;9(3):2322-37.

Canada. Public Health Agency. Senior's fall in Canada: Second Report [Internet]. 2014 [citado em 2020 jul 9]. Disponível em: https://www.canada.ca/content/dam/phac-aspc/migration/phac-aspc/seniors-aines/publications/public/injury-blessure/seniors_falls-chutes_aines/assets/pdf/seniors_falls-chutes_aines-eng.pdf

Lignani LO, Villela LCM. Estudo descritivo sobre a morbidade hospitalar sobre causas externas em Belo Horizonte, Estado de Minas Gerais, Brasil, 2008-2010. Epidemiol Serv Saúde. 2013;22(2):225-34.

Mitchel R, Draper B, Harvey L, Wadolowski M, Brodaty H, Close J. Comparison of hospitalised trends, treatment cost and health outcomes of fall-related hip fracture for people aged ≥ 65 years living in residential aged care and the community. Osteoporos Int. 2019;30(2):311-21.

Gonsaga RAT, Silva EM, Brugugnolli ID, Cabral JL, Neto OT. Padrão e necessidades de atendimento pré-hospitalar a idosos. Rev Bras Geriatr Gerontol. 2015;18(1):19-28.

Poll MA, Hoffmeister ACM, Tier CG, Santos SSC. Ocorrência de hospitalizações de idosos por quedas. Cienc Cuid Saúde. 2014;13(3):447-54.

Tomimatsu MFAI, Andrade SM, Soares DA, Mathias TAF, Sapata MPM, Soares DFPP, et al. Qualidade da informação sobre causas externas no sistema de informações hospitalares. Rev Saúde Pública. 2009;43(3):413-20.

Mascarenhas MDM, Barros MBA. Evolução das internações hospitalares por causas no sistema público de saúde – Brasil, 2002 a 2011. Epidemiol Serv Saúde. 2015;24(1):19-29.

Publicado
2020-03-30
Seção
Artigos originais de temas livres