O PROCESSO DE ORIENTAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO: A EXPERIÊNCIA DA ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DA BAHIA

  • Shirlei da Silva Xavier Escola de Saúde Pública da Bahia Professor Jorge Novis
  • Ana Paula Freire Cruz Escola de Saúde Pública da Bahia Professor Jorge Novis
  • Andréa da Anunciação Gomes Escola de Saúde Pública da Bahia Professor Jorge Novis
  • Milena Guimarães Gama Assis Escola de Saúde Pública da Bahia Professor Jorge Novis
  • Iêda Maria Fonseca Santos Escola de Saúde Pública da Bahia Professor Jorge Novis
  • Rebeca de Jesus Monteiro
Palavras-chave: Pesquisa nos serviços de saúde, Escolas de saúde pública, Avaliação educacional

Resumo

A produção de novos conhecimentos fundamenta as práticas de ensino-aprendizagem, contribuindo para o fortalecimento das ações ofertadas e para a construção da identidade institucional. Em seus processos formativos, sobretudo as especializações lato sensu, a Escola de Saúde Pública da Bahia Professor Jorge Novis (ESPBA) prevê como produto final os trabalhos de conclusão de curso (TCC), concebidos como instrumentos impulsionadores para o desenvolvimento de pesquisas e intervenções nos serviços de saúde. Neste artigo buscou-se descrever e analisar o processo de orientação de TCC desenvolvido na escola, em seu percurso histórico, considerando as primeiras experiências e as transformações que se deram após a implantação de um conjunto de medidas voltadas para o aprimoramento dessa atividade. Para fins desta análise, foi realizado um estudo comparativo entre dois cursos de especialização promovidos pela escola. Os dados foram obtidos por meio de fichas de avaliação dos TCC, instrumento aplicado para avaliar e estabelecer nota aos produtos dos cursos. Dentre as modalidades de TCC disponíveis na ESPBA, o projeto de intervenção apresenta maior complexidade e tem maior relação com o processo de trabalho do servidor, tendo em vista que demanda uma clareza do contexto em que se quer intervir e a identificação de suas necessidades. Embora não tenha sido possível afirmar que houve uma influência direta das medidas implantadas para qualificar os TCC, pode-se inferir que as diferenças observadas no curso de Especialização em Gestão de Serviços de Saúde retratam a importância das discussões promovidas pela Comissão de Monitoramento e Avaliação da Escola com os discentes e orientadores.

Biografia do Autor

Shirlei da Silva Xavier, Escola de Saúde Pública da Bahia Professor Jorge Novis

Sanitarista. Doutora em Saúde Pública. Docente da Escola de Saúde Pública da Bahia Professor Jorge Novis. Salvador, Bahia, Brasil

Ana Paula Freire Cruz, Escola de Saúde Pública da Bahia Professor Jorge Novis

Sanitarista. Mestre em Saúde Coletiva. Docente da Escola de Saúde Pública da Bahia Professor Jorge Novis. Salvador, Bahia, Brasil.

Andréa da Anunciação Gomes, Escola de Saúde Pública da Bahia Professor Jorge Novis

Assistente Social. Mestre em Saúde Coletiva. Docente da Escola de Saúde Pública da Bahia Professor Jorge Novis. Salvador, Bahia, Brasil.

Milena Guimarães Gama Assis, Escola de Saúde Pública da Bahia Professor Jorge Novis

Enfermeira. Especialista em Gestão do Trabalho e Educação na Saúde. Docente da Escola de Saúde Pública da Bahia Professor Jorge Novis. Salvador, Bahia, Brasil.

Iêda Maria Fonseca Santos, Escola de Saúde Pública da Bahia Professor Jorge Novis

Enfermeira. Mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente. Docente da Escola de Saúde Pública da Bahia Professor Jorge Novis. Salvador, Bahia, Brasil.

Rebeca de Jesus Monteiro

Psicóloga. Salvador, Bahia, Brasil.

Referências

Jesus AM, Mourão L. Conhecimento organizacional em escolas de governo: um estudo comparado. Rev Adm Pública [Internet]. 2012 [citado em 2018 set 3];46(4):939-68. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-76122012000400003

Lima RAG. Por que pesquisa em Saúde? Rev Latino-Am Enferm [Internet]. 2008 [citado em 2018 ago 31];16(3):335-6. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v16n3/pt_01.pdf

Bahia. Secretaria de Saúde. Superintendência de Recursos Humanos da Saúde. Escola Estadual de Saúde Pública Professor Francisco Peixoto de Magalhães Netto. Diretrizes para elaboração de trabalhos de conclusão de curso (TCC). Salvador (BA); 2016.

Alves VM, Espindola ICP, Bianchetti L. A relação orientador-orientando na pós-graduação stricto sensu no Brasil: a autonomia dos discentes em discussão. Rev Educ Quest [Internet]. 2012 [citado em 2018 ago 22];43(29):135-56. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/4071/3338

Viana CMQQ. A relação orientador-orientando na pós-graduação stricto sensu. Linhas Crít [Internet]. 2008 [citado em 2018 ago 22];14(26):93-109. Disponível em: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=193517442004

Brasil. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº 466, de 12 de dezembro de 2012. Aprova as diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília (DF); 2013 jun 13. Seção I, p. 59.

Frigotto G. Trabalho, conhecimento, consciência e a educação do trabalhador: impasses teóricos e práticos. In: Gomez CM, Frigotto G, Arruda M, Arroyo M, Nosella P. Trabalho e conhecimento: dilemas na educação do trabalhador. São Paulo (SP): Cortez; 1987. p. 13-26.

Bordenave JD, Pereira AM. Estratégias de ensino-aprendizagem. 15a ed. Petrópolis (RJ): Vozes; 1995.

Beisiegel CR. Paulo Freire. Recife (PE): Massangana; 2010.

Costa FJ, Soares AAC. Uma análise da formação científica em cursos de graduação em administração: a perspectiva dos alunos. REGE Rev Gest [Internet]. 2008 [citado em 2018 ago 27];15(1):47-60. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rege/article/view/36629

Pastore E, Rosa LD, Homem ID. Relações de gênero e poder entre trabalhadores da área da saúde. Anais do 8º Simpósio Fazendo Gênero: Corpo, Violência e Poder [Internet]; 2008 ago 25-28; Florianópolis, SC. Florianópolis (SC): UFSC; 2008 [citado em 2018 set 3]. Disponível em: http://www.wwc2017.eventos.dype.com.br/fg8/sts/ST25/Pastore-Rosa-Homem_25.pdf

Xavier SS, Sampaio CT, Gomes ALV, Nascimento, RCS, Esperidião MA. Projetos de intervenção em saúde: construindo um pensamento crítico. Divulg Saúde Debate [Internet]. 2018[citado em 2018 set 12];58:285-95. Disponível em: http://cebes.org.br/site/wp-content/uploads/2018/07/DSDSC-web.pdf

Publicado
2020-11-25
Seção
Relato de experiências