MONITORAMENTO DA QUALIDADE DA AMOSTRA PARA ANÁLISE DE RT-PCR DA COVID-19 NO LACEN-BA

  • Jussara Lagos de Oliveira Silveira Silveira Secretaria da Saúde do Estado da Bahia
  • Arabela Leal e Silva de Mello Secretaria da Saúde do Estado da Bahia
  • Elaine Cristina Farias Secretaria da Saúde do Estado da Bahia
  • Patrícia Araújo Beck de Oliveira Secretaria Municipal de Saúde de Salvador
  • Mariana Nossa Aragão Secretaria da Saúde do Estado da Bahia
Palavras-chave: Serviços laboratoriais de saúde pública, infecções por coronavírus, gestão da qualidade, fase pré-analítica

Resumo

A pandemia da Covid-19 tem se apresentado como um dos maiores desafios sanitários desse século. Em dezembro de 2019, na China, o agente etiológico foi identificado como um novo coronavírus, nomeado SARS-CoV-2. No Brasil, o primeiro caso confirmado da Covid-19 ocorreu em fevereiro de 2020 e, no mês seguinte, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) confirmou o primeiro caso na Bahia.O Laboratório Central de Saúde Pública Prof. Gonçalo Moniz (Lacen-BA) centralizou o diagnóstico laboratorial para confirmação dos casos suspeitos de Covid-19 dos 417 municípios baianos, utilizando a técnica de RT-PCR. Este estudo tem como objetivo identificar e analisar as não conformidades das amostras suspeitas de Covid-19 encaminhadas ao Lacen-BA. Trata-se de um estudo descritivo, cujos dados foram obtidos por meio de consulta aos relatórios de amostras e exames em desacordo, disponíveis no sistema Gerenciador de Ambiente Laboratorial (GAL), gerados mensalmente, no período de abril a outubro de 2020. Para garantir a qualidade das amostras recebidas, foram definidos critérios de aceitação/rejeição de amostras e criado o formulário de notificação de não conformidades, assegurando a rastreabilidade das amostras de Covid-19. Através de relatórios diários do sistema GAL, selecionou-se os nove principais motivos de não conformidades, sendo o mais frequente “requisição cancelada pela gerência do GAL devido à expiração do prazo de triagem”, com 72,8% dos registros. A inserção da padronização de processos na etapa pré-analítica permite trabalhar com segurança, garantindo a qualidade da amostra a ser processada e, consequentemente, um resultado fidedigno, dentro do prazo acordado.

Biografia do Autor

Jussara Lagos de Oliveira Silveira Silveira, Secretaria da Saúde do Estado da Bahia

Laboratório Central de Saúde Pública Professor Gonçalo Moniz (Lacen-BA). Secretaria da Saúde do Estado da Bahia. Salvador, Bahia, Brasil, Brasil.

Arabela Leal e Silva de Mello, Secretaria da Saúde do Estado da Bahia

Laboratório Central de Saúde Pública Professor Gonçalo Moniz (Lacen-BA). Secretaria da Saúde do Estado da Bahia. Salvador, Bahia, Brasil.

Elaine Cristina Farias, Secretaria da Saúde do Estado da Bahia

Consultora em Sistemas de Gestão da Qualidade e Segurança em Saúde. Salvador, Bahia, Brasil.

Patrícia Araújo Beck de Oliveira, Secretaria Municipal de Saúde de Salvador

Secretaria Municipal de Saúde de Salvador. Salvador, Bahia, Brasil.

Mariana Nossa Aragão, Secretaria da Saúde do Estado da Bahia

Laboratório Central de Saúde Pública Professor Gonçalo Moniz (Lacen-BA). Secretaria da Saúde do Estado da Bahia. Salvador, Bahia, Brasil.

Referências

Guinancio JC, Sousa JGM, Carvalho BL, Souza ABT, Franco AA, Floriano AA, et al. COVID-19: Desafios do cotidiano e estratégias de enfrentamento frente ao isolamento social. Res Soc Dev. 2020;9(8):1-17.

Werneck GL, Carvalho MS. A pandemia de COVID-19 no Brasil: crônica de uma crise sanitária anunciada. Cad Saúde Pública. 2020;36(5):1-4.

Guo YR, Cao QD, Hong ZS, Tan YY, Chen SD, Jin HJ, et al. The origin, transmission and clinical therapies on coronavirus disease 2019 (COVID-19) outbreak – an update on the status. Mil med res. 2020;7(11):1-10.

Brasil. Ministério da Saúde. Resposta nacional e internacional de enfrentamento ao novo coronavírus. Linha do tempo [Internet]. 2020 [citado em 2020 dez 8]. Disponível em: https://coronavirus.saude.gov.br/linha-do-tempo/

Bahia. Secretaria de Saúde do Estado da Bahia. Bahia confirma primeiro caso importado do Novo Coronavírus (COVID-19) [Internet]. 2020 mar 6 [citado em 2020 dez 9]. Disponível em: http://www.saude.ba.gov.br/2020/03/06/bahia-confirma-primeiro-caso-importado-do-novo-coronavirus-covid-19/

Bahia. Secretaria de Saúde do Estado da Bahia. Boletim Epidemiológico Covid-19 n. 251. Salvador (BA); 2020.

Bahia. Secretaria de Saúde do Estado da Bahia. Plano Estadual de Contingências para Enfrentamento do Novo Coronavírus – Sars-CoV-2. 2a ed. Salvador (BA); 2020.

Conselho Federal de Farmácia. Covid-19: Plano de resposta para Laboratórios de Análises Clínicas. Atuação do farmacêutico frente à pandemia da Doença Causada pelo Coronavírus – COVID-19. Brasília (DF); 2020

Vieira LMF, Emery E, Andriolo A. COVID-19 – Diagnóstico laboratorial para os clínicos. São Paulo (SP): Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo; 2020.

Bahia. Secretaria de Saúde do Estado da Bahia. Nota Técnica COE – Saúde n. 57, de 30 de Abril de 2020. Instruções para coleta e cadastro no Gerenciamento do Ambiente Laboratorial (GAL) das amostras dos casos suspeitos de COVID-19. Salvador (BA); 2020.

Santos PCJL. Hematologia – Métodos e Interpretação. São Paulo (SP): Roca; 2012. (Análises Clínicas e Toxicológicas).

Guimarães AC, Wolfart M, Brisolara MLL, Dani C. O Laboratório Clínico e os Erros Pré-Analíticos. Rev HCPA & Fac Med Univ Fed Rio Gd do Sul. 2011;31(1):66-72.

Pavão AL, Janotti L, Moura, ML, Gouvea C, Grabois V. Nota Técnica: Considerações sobre o diagnóstico laboratorial da Covid-19 no Brasil. Observatório COVID-19. Rio de Janeiro (RJ): Fundação Oswaldo Cruz; 2020.

Souza RKL, Coan EW, Anghebem MI. Não conformidades na fase pré-analítica identificadas em um laboratório de saúde pública. J Bras Patol Med Lab. 2020;56:1-8.

Publicado
2021-04-08
Seção
Artigos originais de temas livres